quarta-feira, 27 de maio de 2009

Lançamento de livro polémico na biblioteca das Caldas

NÃO ME TIREM O ÚTERO!...

Grito de mulher a quem mandam amputar uma parte significativa do seu corpo:
os órgãos reprodutores!

Grito silenciado às que já o fizeram... sem precisar!

Milhares de operações inúteis são feitas em Portugal.

O livro é do nosso amigo Pedro Laranjeira (http://www.pedrolaranjeira.com/), escritor e jornalista, autor do também polémico livro O Alentejano Que Descobriu A América!

O tema é muito matriacal, tal como o nosso trabalho cultural inspirado no Yôga Antigo.

"Não Me Tirem O Útero" é o título do livro, editado pela Free Zone! Fala de um tratamento, realizado pelo Dr. João Martins Pisco e a sua equipa, de miomas uterinos que evita a cirurgia e permite à mulher continuar a ter filhos.

Testemunhos comoventes, poesia do nosso amigo Jorge Castro (http://www.sete-mares.blogspot.com/), música e uma linda coreografia da nossa yoginí Cátia Sousa, alindaram o evento apresentada pelo casal Carlos e Palmira Gaspar.
PARABÉNS AMIGA! ESTIVESTE BRILHANTE!!!

Organizado pela Comunidade de Leitores das Caldas da Rainha, à qual pertencem três dos nossos.




A Dra Conceição Pereira, Vereadora da Cultura da Câmara das Caldas, defendeu enérgicamente este processo revolucionário de tratamento, aqui ao lado do Dr. Pisco na apresentação do livro.

2 comentários:

Maria Gabriela disse...

Cátia: Apesar dos contratempos da música, muitos parabéns pela tua actuação... pelo passo em frente que deste no Swásthya em teres a tua coreografia... continua e aperfeiçoa esta arte... acredito que seja importante e decisivo neste caminho de desenvolvimento pessoal que escolheste e que temos em comum. Aposto que muitas pessoas na plateia nem sabiam que aquilo era Yôga... mas se calhar também não interessa, o mais importante é interagir com outras áreas da sociedade e da cultura, estar presente e tocar as pessoas... foi o que tu fizeste.
Beijinhos
Gabriela

Anónimo disse...

Gaby, agradeço do fundo do coração o teu incentivo...espero que num futuro breve sejas a próxima a dar esse passo tão importante para a nossa própria evolução como também para aqueles a quem fazemos a nossa oferenda.
Como tu dizes, apesar dos contratempos dei mais um passo em direcção à nossa arte e ao coração dos presentes!

beijinhos.